Em queda livre: Bitcoin registra baixa dia após dia

A febre dos investidores em 2017 começa a dar sinal de preocupações

O Bitcoin terminou o primeiro mês  de 2018 em queda livre. Fevereiro começou e descenso não para de acontecer. Se janeiro a moda já havia chegado na casa dos U$$10 mil, ontem, caiu para quase U$$9mil (aproximadamente R$30 mil). Com isso, a criptomoeda acumula uma queda superior a 30% em 2018. No Brasil, o preço chegou a ser negociado perto dos R$ 30.000.  Existem diversos motivos para a queda livre do bitcoin.

A queda pode estar relacionada com os reguladores dos EUA fechando o cerco em cima da Bitfinex, uma das maiores exchanges de bitcoin do mundo, por causa do seu token Tether.

A Bloomberg informou que a Comissão de Negociação de Contratos Futuros de Commodities dos EUA (CFTC) enviou intimações para a Bitfinex e Tether, a empresa que está por trás de um token digital homônimo que está diretamente vinculado ao valor de um dólar americano e é usado amplamente para negociar entre exchanges globalmente.

Além disso, os países com os seus sistemas financeiros, estão declarando guerra as criptomoedas. Afinal, não é só o Bitcoin que está caindo.  Na Índia, o ministro das finança, Arun Jaitley, anunciou que as criptomoedas não são formas legais de pagamento bem vindas no país. Como resultado, o preço do Bitcoin em corretoras indianas chegou a despencar para cerca de U$4000.

A reação da comunidade indiana pode estar afetando o preço do Bitcoin em outros lugares do mundo, principalmente depois das declarações de Arun Jaitley.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *